Buscar
  • Ryberg Arquitetura

Revestimentos de parede estão em alta!



Texturas e volumes invadem os ambientes e criam efeitos incríveis. As paredes que sempre tiveram o papel essencial de delimitar espaços estão cada vez mais presentes na composição dos ambientes. A clássica parede lisa e pintada fica sem graça ao lado da quantidade de revestimentos disponíveis. Há opções para todos os gostos. Paredes revestidas com pedra, tecido, madeira, vidro, cerâmica, papel, espelhos, entre muitos outros. O mercado de revestimentos está cada vez mais forte e tecnológico. A novidade é a impressão em alta definição e o efeito 3D que permite a personalização e a reprodução de materiais naturais com exatidão, como madeira e pedra. Mantendo com fidelidade suas características estéticas, incluindo veios, texturas e tonalidades. Outra inovação é a utilização da nanotecnologia para obter materiais mais eficientes. Já existe linha de cerâmica antibacteriana que garante reduzir até 99% das bactérias da superfície e revestimento que purifica em até 70% o ar no ambiente em que está assentado. A sustentabilidade também é outra tendência. Temos revestimentos que minimizam o impacto ambiental e que utilizam materiais reciclados, como vidros de lâmpadas fluorescentes e resíduos de telas de TVs. Destacam-se também os grandes formatos e relevos que parecem sair da parede para entrar no ambiente. Assim como os revestimentos slim, mais leves e fáceis de assentar. As referências retrô também continuam fazendo sucesso. Na hora de escolher o revestimento ideal, primeiramente devemos analisar o ambiente, a parede a ser destacada e o estilo que queremos adotar. Seguem algumas dicas:

  • Áreas molhadas – cozinhas, banheiros e lavanderias – precisam revestimentos que resistam à água e gordura, além da fácil limpeza. Por isso são muito utilizadas as pedras, cerâmicas e porcelanatos, que possuem uma imensa variedade de opções, inclusive com imitação de outros materiais. Pedras e pastilhas podem compor mosaicos interessantes, e nas paredes que não haja contato com a água podemos abusar de outros materiais.


  • Áreas íntimas e sociais quartos e salas – tem uma variedade ainda maior, quase não há restrições. Nesta hora vale saber o que desejamos. Podemos escolher papéis de parede clássicos para um ambiente sofisticado, placas cimentícias para remeter modernidade, tecidos ou madeira para deixar o espaço mais aconchegante, ou tijolos aparentes para dar um toque mais rústico. A composição com os demais itens também é fundamental, em locais menos carregados podemos abusar dos volumes, já em ambientes muito pequenos papéis lisos ou espelhos são mais indicados.

  • Áreas externas varandas e fachadas – demandam materiais que resistam aos efeitos do clima. Além disso, a fácil manutenção e durabilidade tornam-se decisivos. Madeiras requerem mais cuidado do que porcelanatos que imitam madeira por exemplo. Há diversas alternativas que aliam estética à funcionalidade. E opções não faltam, pastilhas, placas cimentícias, painéis de aço, alumínio composto, entre outros.

Em todos os casos é importante haver um planejamento, pensar na manutenção, funcionalidade e tipo de colocação do revestimento. Qualidade de material e mão-de-obra são essenciais para garantir o efeito desejado. A mistura de revestimentos também pode ser uma ótima alternativa. A tendência é inovar, usar a criatividade e garantir espaços únicos, sempre respeitando o equilíbrio entre função e estética. Por Jennifer Ryberg Revista: Imóveis e Cia - Set|Out|Nov 2013

2 visualizações

Tel: 47 3398-3607

contato@rybergarquitetura.com.br

Av. Nereu Ramos, 1033. Centro, Itapema - SC, 88220-000

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle